sexta-feira, 21 de junho de 2024
REGIÃO DE MARNGÁ

Jovem sobrevive após ser torturado, baleado, esfaqueado e obrigado a cavar a própria cova

17/03/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Mesmo após ser baleado, esfaqueado e obrigado por traficantes a cavar a própria cova, um jovem de 25 anos conseguiu sobreviver após fingir de morto na frente dos criminosos. A situação aconteceu na noite desta quinta-feira (16), no bairro Jardim Nova Aliança, em Sarandi.

De acordo com as informações, a Polícia Militar (PM) foi acionada por uma testemunha que informou que uma pessoa estava gritando por socorro em meio a uma mata no local. As equipes encontraram a vítima caída em um barranco com ferimentos considerados graves.

Antes de ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), o rapaz disse aos policiais que foi ameaçado e levado até o local por quatro homens que empunhavam uma faca e um revólver.

Os socorristas ainda tiveram bastante trabalho para conseguir retirar o rapaz com segurança do local, pois o local era de difícil acesso. Após quase uma hora ele foi removido e encaminhado ao Hospital Metropolitano, pouco após ser intubado ao apresentar uma piora no quadro clínico.

Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Dr. Adriano Garcia, o jovem foi acusado pelos autores de ter furtado uma arma no barro, e por isso os traficantes teriam o sentenciado à morte.

Antes de ser esfaqueado no tórax e atingido por dois tiros nas costas, ele teria sido torturado pela quadrilha e obrigado a abrir o buraco que serviria como sua cova. Três dos suspeitos deixaram o local temporariamente enquanto o quarto – que acreditava que a vítima estava em óbito – passou a jogar terra no corpo do rapaz, que se levantou e correu do suspeito e se escondeu em um buraco.

Garcia solicitou à Justiça, ainda durante esta madrugada (sexta, 17) a prisão dos envolvidos no crime. Forças de Segurança da cidade realizaram diligências pela região, porém até o fechamento desta matéria nenhum membro da quadrilha havia sido detido. (Redação, com informações Plantão Maringá)