domingo, 25 de fevereiro de 2024
VEJA COMO FUNCIONA

“Golpe da novinha” tem vários casos em Goioerê e Delegacia orienta

17/03/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Vários casos do Golpe da Donzela, ou Golpe da Novinha foram registrados em Goioerê nos últimos tempos, sendo que uma das vítimas chegou a perder mais de R$ 10 mil na última semana.

Segundo informações da Delegacia de Polícia de Goioerê as principais vítimas são homens com grau de instrução e boas condições financeiras.

Neste golpe, os criminosos usam as redes sociais, se passando por moças adolescentes, trocam fotos sensuais com as vítimas e, logo em seguida, fazem extorsões.

O golpe acontece da seguinte forma:

- O criminoso cria um perfil "fake" nas redes sociais (facebook, instagram, etc.) se passando por adolescentes, enviam o convite de amizade ou seguem a vítima;

- Ao aceitar o convite, o criminoso inicia um bate-papo com a vítima, elogiando ou perguntando sobre o trabalho, a depender da profissão deste;

- A conversa toma um rumo mais pessoal e, com isso, ambos enviam fotos íntimas, os famosos "nudes";

- Em seguida, o perfil falso diz que a mulher das fotos é uma adolescente e, logo, um criminoso envia mensagens dizendo que é pai ou mãe da menina, e que a "filha" possui problemas mentais, coagindo e ameaçando a vítima a pagar valores para não divulgar as mensagens trocadas e não denunciar às autoridades;

-No desenrolar da história, surgem também figuras se passando por policiais ou delegados, que exigem dinheiro para encerrar o caso;

- Diante disso, as vítimas desesperadas realizam depósitos de altos valores em contas de pessoas desconhecidas, mas não é o suficiente, uma vez que os criminosos intensificam as ameaças e exigem cada vez mais.

Para evitar cair nesse tipo de golpe a recomendação da Delegacia de Polícia de Goioerê são as seguintes:

1 - Evite conversar nas redes sociais, com pessoas que você não conhece;
2 - Não troque fotos íntimas pela internet de forma alguma;
3 - Não deposite qualquer valor em conta de desconhecidos;
4 - Em caso de suspeitas, procure a polícia e não se deixe levar pelas ameaças.