sábado, 26 de setembro de 2020
CLAMANDO POR JUSTIÇA

Familiares de mulher assassinada no réveillon em Goioerê fazem protesto em frente ao Fórum – VEJA VÍDEO

18/01/2020
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                                 Dezenas de familiares de Lucélia Chagas, que foi assassinada a tiros pelo seu ex-genro na madrugada do dia 1º de janeiro, na chácara onde morava, em Goioerê, realizaram uma manifestação na frente do Fórum de Goioerê na manhã de sexta-feira, 17, clamando por justiça.
                                Portando cartazes e gritando palavras de ordem, os manifestantes pediram a prisão de Rodrigo Chaves, suposto autor da morte de Lucélia, que se encontra foragido desde o dia do crime.
                                Os familiares de Lucélia afirmam que com o autor do crime solto, eles correm risco de vida, e não conseguem ter tranquilidade para levar uma vida normal.
                                Este foi o segundo protesto realizado pelos familiares de Lucélia. O primeiro aconteceu no último domingo, na saída da missa da Igreja do Jardim Curitiba.
                                A polícia não revela, mas acredita-se que passadas mais de duas semanas do crime, Rodrigo Chaves já esteja com a prisão preventiva decretada.
                                Oficialmente não houve nenhum contato com a polícia para a sua apresentação, mas isso chegou a ser cogitado na primeira semana após o crime, contudo, não aconteceu.
                                Acredita-se que dificilmente acontecerá agora uma apresentação de Rodrigo, que deverá continuar foragido.
.
ELUCIDADO
.
                                Para o delegado de polícia de Goioerê, Hélio Nunes Pires, o crime está elucidado, restando apenas realizar a prisão de Rodrigo Chaves. Como ele está foragido e supostamente fora de Goioerê, não há muito o que fazer a não ser repassar as informações sobre ele para outras delegacias.
.
CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO COM O PROTESTO EM FRENTE AO FÓRUM DE GOIOERÊ.