terça, 24 de maio de 2022
PAPO SÉRIO

FARDOS: Benção ou Maldição?

22/01/2022
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Porque quando sou fraco, então é que sou forte. 2 Cor.12.10

Olá meus queridos leitores, estamos retomando a nossa coluna com a intenção de fazermos um 2022 melhor. Para tanto começo com um texto lindo de uma autor desconhecido, porque eu acredito que juntos somos mais fortes.

Sundar Singh, um hindu convertido ao Cristianismo, tornou-se um missionário junto ao seu povo na Índia. Num fim de tarde estava viajando a pé pelas montanhas geladas do Himalaia com um monge budista. O vento frio parecia cortar sua pele. A noite estava se aproximando quando o monge o advertiu de que estavam arriscados a ficarem congelados e morrerem se não chegassem ao mosteiro antes do escurecer.

Derrepende, numa passagem estreita ao lado de um precipício escarpado, eles ouviram um grito de socorro. O monge disse a Sundar: “não pare. Deus trouxe esse homem ao seu destino. Ele deve resolver seu problema sozinho. Vamos depressa antes que nós mesmos morramos”.

Mas Sundar respondeu: “Deus me enviou aqui para ajudar meu irmão. Não posso abandoná-lo”.

O monge continuou se arrastando no meio da neve, enquanto o missionário descia com dificuldade o abrupto desfiladeiro. O ferido tinha uma perna quebrada e não podia caminhar, por isso Sundar fez uma tipóia com seu cobertor e o amarrou nas suas costas. Com grande dificuldade ele subiu o penhasco, agora ensopado de suor.

Com tenaz persistência o missionário tomou seu caminho no meio da neve e da escuridão. Apesar do quase desfalecimento pelo cansaço e do suor pelo desgaste físico, ele finalmente viu adiante as luzes do mosteiro.

Então, pela primeira vez, Sundar tropeçou e quase caiu. Mas não pela fraqueza. Ele tropeçou num objeto estendido na estrada coberta de neve. Lentamente se curvou sobre um dos joelhos e varreu a neve de sobre o objeto. Era o corpo do monge, congelado e morto.

Anos depois um discípulo de Sundar lhe perguntou: “Qual é a mais difícil tarefa da vida?”

Sem hesitar o missionário respondeu: “ Não ter um fardo para carregar”.

Reflita: Que pressões negativas em sua vida podem se tornar qualidades fortalecedores do seu caráter.?

Luci Alvino Kniphoff da Silveira

Líder da Universidade da Família, Evangelista e Coach Pessoal