sábado, 20 de julho de 2019
INUSITADO – BRASIL

Boate é fechada após cliente reclamar de ‘sexo ruim’

15/05/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                          Um caso inusitado foi registrado na cidade de Patrocínio, em Minas Gerais. O que aconteceu é que um homem foi até uma casa de prostituição e ficou insatisfeito com uma relação sexual. Como ele ficou insatisfeito ele acabou chamando a Polícia Militar que foi até o local e fechou o estabelecimento. A dona do estabelecimento foi presa por favorecer a prostituição.

Segundo informação da Polícia Militar, o homem de 52 anos teria pago 80 reais para a moça de 19 anos pelo programa sexual em um quarto do local.
O homem teria acertado o programa com a dona do estabelecimento em um bar. Insatisfeito após o programa, ele se queixou com a proprietária, enquanto a mulher alegava que o homem não conseguiu uma ereção completa.
A Polícia Militar foi acionada e constatou que uma lanchonete era ponto de encontro para favorecer a prostituição, e de lá os 'clientes' eram levados para um quarto do estabelecimento. Neste quarto foram encontradas camisinhas.
Como o local estava irregular, a PM chamou fiscais da prefeitura de Patrocínio que fechou o local. A proprietária do local foi presa por manter casa de prostituição mediante ganhos financeiros. O homem e a jovem do programa sexual foram encaminhados para a delegacia para esclarecimentos e liberados em seguida.