terça, 10 de dezembro de 2019
POLÊMICA EM MOREIRA

Projeto que proíbe alimentar animais no cemitério vira polêmica em Moreira Sales

02/12/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                              Um projeto de lei apresentado pelo vereador Neto Maia, que proíbe alimentar animais no interior do cemitério municipal de Moreira Sales virou polêmica na cidade. O projeto teve uma emenda que estende a proibição para todas as repartições públicas.
                              O projeto já foi aprovado em primeira discussão e a segunda votação vai acontecer na sessão desta segunda-feira, 2. A ONG Amigo Bicho pediu o adiamento da votação, a fim de que o projeto possa ser mais bem discutido, inclusive com a realização de uma audiência pública para debater o assunto, mas o pedido não foi deferido pelo presidente da Câmara Municipal.
                              A presidente da ONG Amigo Bicho, Ana Maria Calixto, salienta que o cemitério de Moreira Sales é tradicional ponto de abandono de cachorros e que alimentá-los é uma questão de sobrevivência ou não desses animais e que a proibição prevista em lei é quase uma sentença de morte para eles.
                              O vereador Neto Maia diz que a questão é de saúde pública e ganhou o apoio de outros quatro vereadores, que aprovaram o projeto em primeira votação, com três vereadores contrários.
                              Em conversa com integrantes da ONG Amigo Bicho, o prefeito Rafael Bolacha afirmou ser contra o projeto, que virou polêmica e hoje é debatido em toda a comunidade.
                              Um abaixo-assinado virtual foi criado pela ONG Amigo Bicho e já coletou quase mil assinaturas contra o projeto que proíbe a alimentação de animais no cemitério.
                              Com os ânimos acirrados, o plenário da câmara municipal de Moreira Sales deverá ficar repleto na noite desta segunda-feira para acompanhar a votação.