quarta-feira, 22 de maio de 2024
CRÔNICA

Desconhecer a Palavra

12/04/2024
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte


Pr. Pedro R. Artigas
Igreja Metodista


Esta semana mais precisamente no dia 8 de abril, aconteceu o eclipse total solar no hemisfério norte. Chamado de o grande Eclipse da América do Norte, foi visto em todo Estados Unidos e Canadá e outros países do norte.
O que chama a atenção neste evento da natureza, quando a lua passa diante do sol totalmente e escurece toda a terra, e na antiguidade foi motivo de grande medo nas pessoas, o mesmo se repetiu agora quando mundo está interligado pela internet e tem todas as questões na ponta dos dedos no celular.
Usou-se um texto do livro do profeta Isaías no capítulo 13, quando por volta de 740 a.C este profeta falou a respeito da derrocada total da Babilônia, e que nunca mais este País seria novamente forte e poderoso. Então os chamados profetas de ocasião, disseram que este fenômeno seria mundial e tudo iria se acabar, criando um grande pânico em todo hemisfério norte. E o que o profeta falou em aproximadamente 740 a.C, aconteceu em 539 a.C, ou seja praticamente 200 anos após o escrito do profeta.
O problema é que quando não temos conhecimento nos deixamos levar pelo que os outros dizem e afirmam como grande verdade. Muitas pessoas nos Estados Unidos se suicidaram acreditando que o fim do mundo iria realmente acontecer. Os versículos 9 a 11 do capítulo 13, foi o grande impulsionador para a tese do fim do mundo, eles dizem o seguinte: “Vejam! O dia do Senhor está perto, dia cruel, de ira e grande furor, para devastar a terra e destruir os seus pecadores. As estrelas do céu e as suas constelações não mostrarão a sua luz. O sol nascente escurecerá, e a lua não fará brilhar a sua luz. Castigarei o mundo por causa da sua maldade, os ímpios pela sua iniquidade. Darei fim à arrogância dos altivos e humilharei o orgulho dos cruéis”.
O interessante da história é que as pessoas têm grande medo dos acontecimentos espirituais, tem medo que realmente o mundo acabe antes que possam reestruturar suas vidas, e como não conhecem o texto bíblico e ou não querem conhecer, pois como já ouvi diversas vezes é muito chato, enfadonho ler a Bíblia, e essa leitura é coisa de velho que não tem nada melhor para fazer. E postergam para o futuro essa leitura.  Outros afirmam que papel aceita tudo, e quem prova que a Bíblia é realmente a Palavra de Deus?
Diante dessas indagações, fica fácil para essas pessoas colocarem hoje na internet qualquer coisa que pareça verossímil e atrair a atenção e fazer com que a “verdade” espalhe suas raízes falsas pelo mundo.
Hoje temos no mundo e nosso País não foge à regra, muitas pessoas que eram frequentadores de Igreja antes da Pandemia, e tornaram-se pessoas fora da Igreja depois dela. E mesmo durante o tempo que frequentavam Igrejas não buscaram aprender e entender o texto bíblico, alguns achavam-se grande sábios, mas infelizmente sua sabedoria esvaiu-se porque não tinha consistência do verdadeiro conhecimento. Se olharmos novamente para o profeta Isaías agora no capítulo 65, versículo 1, Deus fala a respeito de Israel, que se tornou hipócrita professando ser um povo santo e justo contudo, praticando todas as execráveis abominações dos pagãos (incrédulos). E que pode ser ajustado ao nosso tempo, quando os cristãos estão mais parecendo incrédulos que convertidos para a verdade, vejamos o versículo: "Fiz-me acessível aos que não perguntavam por mim; fui achado pelos que não me procuravam. A uma nação que não clamava pelo meu nome eu disse: Eis-me aqui, eis-me aqui”.
 E o apóstolo Paulo completa no capítulo 10, versículos 14 e 15: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: "Como são belos os pés dos que anunciam boas novas! "
É aqui que chegamos então ao momento atual, parece que fechamos nossos ouvidos para a Palavra do Senhor, e não estamos crendo, mas abrimos para todo profeta dos últimos tempos que chega nos alarmando e colocando medo ou seria melhor pavor, nos acontecimentos naturais. Jesus diz em sua Palavra, um pouco antes de subir aos céus que: “Ele lhes respondeu: "Não lhes compete saber os tempos ou as datas que o Pai estabeleceu pela sua própria autoridade”.  Então pense nisto antes de acreditar e sair falando o que não está no texto bíblico. E volte à Igreja para aprender e viver a Palavra e assim juntos melhorarmos o mundo atual. Shalom.