sexta-feira, 21 de junho de 2024
MORTE CRUEL

Mulher morre após ser arrastada para o mato e ter o corpo queimado em Maringá

02/10/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Andreia Darly Kintian de Oliveira, de 63 anos, que teve o corpo incendiado por um homem na madrugada da última quinta-feira (28), nas proximidades da Universidade Estadual de Maringá, morreu na UTI do Hospital Santa Casa.

Infelizmente, as queimaduras eram tão extensas e graves que, apesar dos esforços da equipe médica, Andreia não resistiu e veio a óbito.

O crime ocorreu na Avenida Pioneiro Américo Marega, no bairro Vila Progresso, onde a mulher foi brutalmente atacada, arrastada para um matagal e teve seu corpo queimado.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima conseguiu, apesar dos ferimentos graves, chegar a uma residência situada na Rua José Martins de Oliveira e pedir ajuda desesperadamente – ela estava nua.

As equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram imediatamente acionadas e prestaram os primeiros socorros à mulher. Ela foi transportada às pressas para o Hospital Santa Casa, onde recebeu os cuidados médicos necessários.