segunda, 22 de abril de 2019
TRAGÉDIA – PARANAVAÍ

Bebê de apenas 33 dias morre engasgada com leite

15/04/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                                        Equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros foram acionadas na manhã deste domingo (14), por volta das 6h30, no bairro da Coloninha, em Paranavaí. As informações eram de que uma menina de 33 dias havia se engasgado com leite.
                                       Conforme o Corpo de Bombeiros, a criança era prematura e havia sido amamentada uma hora antes do ocorrido. O casal deixou a bebê deitada após a alimentação, enquanto atendiam o outro filho e quando perceberam a garota já estava engasgada.
                                       De acordo com o Samu, a bebê estava em parada cardiorrespiratória quando a equipe chegou ao local, as manobras de reanimação foram feitas, mas a criança não resistiu. Logo, o Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para recolher o corpo.
Orientações
                                       O Corpo de Bombeiros recomenda que, sempre após a amamentação, os pais façam com que o bebê arrote, para que respire livremente. Além disso, é de extrema importância que o cuidador dê "tapinhas" nas costas do recém-nascido, a fim de que haja confirmação da desobstrução das vias aéreas.
                                       Em caso de engasgo, a orientação é que segure o corpo do bebê de barriga para baixo na região do antebraço. A criança precisa estar com a boca aberta e com cabeça posicionada na mão do adulto. Após isso, é necessário dar cinco tapas no meio das costas exercendo uma força razoável. Posteriormente, com o corpo do recém-nascido virado para cima, o adulto precisa realizar cinco compressões no peito da criança com dois dedos.
                                       Caso o recém-nascido não volte a respirar, a orientação é que vire o corpo da criança para baixo novamente, repetindo o procedimento até que a respiração volte ao normal e o socorro chegue até o local. (Fonte: Portal da Cidade Paranavaí)