segunda, 22 de abril de 2019
LEGÍTIMA DEFESA

Acusado de tentativa de homicídio foi absolvido em júri popular em Goioerê

15/04/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                               Clesio Alves, 26, conhecido como Zequinha, foi absolvido da acusação de tentativa de homicídio contra Aécio Pereira Alves, ocorrida no dia 1º de janeiro de 2012, na Avenida Paraná, no bairro Santa Casa, em Goioerê, nas proximidades do Bar dos Amigos. O julgamento aconteceu na sexta-feira, 12, no Tribunal do Júri do Fórum de Goioerê.

                              A defesa de Zequinha foi feita pelo advogado Fernando Tonelli, que defendeu a esse de que o réu agiu em legítima defesa, por causa de ameaças anteriores feitas pela vítima, o que foi acatado pelos jurados.
                              A promotora de justiça Vivian dos Santos Kock pediu a condenação de Clesio Alves, alegando que ele teve a intenção de matar a vítima, mas os jurados votaram contrários a esta tese.
                              Com a decisão, Clesio Alves continuou em liberdade e livre da acusação de tentativa de homicídio.
.
O CRIME
.
                              Conforme a denúncia do Ministério Público, Aécio Alves tinha acabado de sair do Bar dos Amigos e estava se dirigindo de bicicleta até a residência de uma irmã, quando Clesio Alves sacou um revólver efetuou três disparos em direção a Aécio, atingindo o pescoço e a perna direita, provocando fratura exposta.
                              Antes de receber atendimento médico, Aécio contou que o autor dos disparos que o deixaram gravemente ferido foi a pessoa conhecida como “Zequinha”.