terça, 10 de dezembro de 2019
AGREDIDO ATÉ A MORTE

Profesor é encontrado morto com lingerie na boca e enrolado em tapete dentro de carro no Paraná

02/12/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                        O professor Ronaldo Pescador, de 40 anos, foi encontrado morto no banco traseiro de um carro, na manhã deste domingo (1), em um terreno baldio na rua Eng. Raul Suplicy de Lacerda, no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba. O corpo da vítima estava enrolado em um tapete e amarrado com fios elétricos, além de estar com uma peça íntima feminina dentro da boca.

O soldado Armstrong , do 20º Batalhão da Polícia Militar, conta que um morador da região ligou para a polícia avisando sobre a situação e que dentro do veículo é possível ver marcas de sangue. “Um morador estava saindo para fazer seu passeio ciclístico matinal e se deparou com o carro ali aberto, quando ele se aproximou para olhar encontrou um corpo amarrado e enrolado no tapete. Há marcas de sangue no carro, agora a criminalística vai analisar, mas já é o suficiente para afirmar que trata-se de uma morte violenta”, disse o soldado.
O perito do Instituto de Criminalística da Polícia Científica, Leonardo Marano, explica que o homem foi morto por agressão física e tinha lesões na cabeça e no peito. “Ele estava com diversas lesões no crânio, ainda não dá para precisar o que causou isso, mas podem ser marcas de pancadas com pedra ou martelo. Também verificamos uma lesão no tórax, mas quais lesões de fato provocaram a morte não conseguimos confirmar agora”, afirmou o perito.
O local foi isolado pela polícia e dentro do carro também foi encontrado uma carteira com documentos. O caso será investigado pela Polícia Civil. (Banda B).