sábado, 13 de julho de 2024
ASSISTA - PARANÁ

Câmera registra assassinato de homem que defendeu casal de ataque homofóbico em ônibus

20/06/2024
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Câmeras internas registraram o momento em que Vagner do Prado, de 41 anos, e o sobrinho dele, um adolescente de 17 anos, matam Oziel Branques dos Santos, dentro de um ônibus, em Curitiba, após ele defender um casal que estava sendo vítima de homofobia. ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO.

CLIQUE AQUI E RECEBA NOTÍCIAS DO GOIONEWS EM SEU WHATSAPP

Nas imagens, divulgadas pela Polícia Civil, é possível observar Vagner e o adolescente, sobrinho dele, dentro do ônibus. Os dois se sentam perto do casal LGBTQIAP+. Oziel também está no ônibus, porém, neste momento, fora do campo de visão da câmera.

Os suspeitos falam, dão risada e apontam em direção ao casal. Vagner sai do banco onde estava e senta em frente a eles. Em um determinado momento, o suspeito dá um tapa no boné de um deles. Não há reação do casal. Oziel, então, se levanta e intervém.

CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO QUE MOSTRA O HOMICÍDIO DENTRO DO ÔNIBUS

Vagner também se levanta e os dois começam um combate físico. Ao mesmo tempo, o adolescente tira uma faca do bolso e começa a golpear as costas da vítima. É possível ver que ele esfaqueia Oziel ao menos 10 vezes. A vítima tenta se proteger com as mãos, mas cai no cão. Depois disso, os suspeitos vão para a frente do ônibus.


As cenas são fortes. Em respeito à vítima e à família dela, o g1 optou por borrar e congelar as imagens. Além disso, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê que é crime divulgar a imagem de menor de 18 anos envolvido em ato infracional, de forma a permitir a identificação.

Vagner está preso preventivamente. O adolescente foi apreendido e teve a internação provisória decretada pela Justiça.

O assassinato de Oziel Branques dos Santos foi no domingo (16), dentro do ônibus biarticulado Santa Cândida/Capão Raso. Investigações da Polícia Civil do Paraná apontam que, no mesmo dia, Vagner do Prado teria assassinado um rapaz no Centro da capital paranaense. Ele também é suspeito de esfaquear, dez dias antes, a própria companheira, que morreu. (G1 Paraná).

CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO QUE MOSTRA O HOMICÍDIO DENTRO DO ÔNIBUS