terça-feira, 16 de julho de 2024
BOATO DE DOENÇA VENÉREA

Mulher é agredida e furada com garfo por outra por causa de fofoca na região de CM

05/12/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

O posto de saúde de Quinta do Sol, na região de Campo Mourão, foi palco de uma situação chocante na noite de segunda-feira, 4, quando uma mulher deu entrada com lesões corporais evidentes, resultado de uma agressão brutal que ocorreu em sua residência. A vítima, cuja identidade está sendo preservada, relatou à equipe policial os detalhes do episódio.

Segundo a vítima, uma mulher invadiu sua casa horas antes do ocorrido, utilizando força física para entrar. Iniciou uma sequência de agressões que incluíram socos, chutes e, de forma ainda mais cruel, a vítima foi jogada ao chão e pisoteada violentamente na barriga. Em um momento de extrema brutalidade, a agressora utilizou um garfo para ferir a vítima.

A vítima estava acompanhada por seu filho de apenas três anos e seu sobrinho de quinze anos, ambos testemunhando a violência perpetrada contra a familiar. A agressora, após o ato, ameaçou a vítima, afirmando que se ela chamasse a polícia, sofreria consequências ainda mais severas.

Horas depois, a agressora retornou à residência da vítima para dar continuidade às agressões, mantendo o mesmo padrão violento. A motivação para tal ato, de acordo com o depoimento da vítima, seria uma suposta difamação relacionada à saúde da agressora. A vítima acredita que a agressora erroneamente pensa que ela espalhou boatos sobre a possibilidade da mesma ser portadora de sífilis.

A polícia foi acionada e realizou buscas pela agressora, inclusive patrulhando as imediações de sua residência, mas sem sucesso. Informações adicionais indicaram que a agressora teria comparecido ao hospital, confrontando a vítima e ameaçando-a novamente. Posteriormente, a polícia encontrou a agressora próximo à sua residência.

Interrogada pela equipe policial, a agressora confirmou as agressões e alegou que a vítima estava difamando sua condição de saúde. Ambas as partes foram encaminhadas à delegacia para a devida apreciação da autoridade competente. (Foto Ilustrativa).