sábado, 27 de novembro de 2021
VÍTIMA LEVOU MÃO À CINTURA

Autor de homicídio em Moreira se apresenta e diz que agiu em legítima defesa

29/08/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                                        Alécio Forcarelli, de 58 anos, se apresentou na manhã de terça-feira, 27, na Delegacia de Polícia de Goioerê e confessou ter matado Cesar Miranda Fernandes, de 36 anos, conhecido como Cesinha, comum tiro de revólver na tarde de domingo, 25, em Moreira Sales. Cesinha chegou a ser socorrido com vida, mas morreu em um hospital de Campo Mourão. 

                                        O autor do homicídio alegou que agiu em legítima defesa. Ele contou que Cesinha já tinha furtado objetos em sua casa e que ele conseguiu recuperar, mediante o pagamento de recompensa de R$ 200 a ele. Recentemente Alécio teve um telefone celular furtado e ficou sabendo que Cesinha estaria pedindo dinheiro para devolvê-lo, mas ele se recusou a dar dinheiro a ele e registrou boletim de ocorrência e pediu o bloqueio do celular.
                                        Na tarde de domingo, Alécio se encontrou Cesinha na Rua Lídio de Sá Telles, no centro de Moreira Sales, a vítima lhe teria feito ameaças e partiu para cima dele, momento que foi até a camioneta e pegou o revolver, efetuando um único disparo. Ao perceber que Cesinha tinha ficado atordoado, ele entrou na camioneta e saiu, ficando sabendo somente no dia seguinte da morte de Cesinha.
                                        Alécio Forcarelli entregou a arma do crime, um revólver calibre 32, que estava municiada com seis cartuchos, sendo cinco intactos e um deflagrado.
                                        Depois de prestar depoimento, acompanhado do advogado Enésio Ferreira Lima, Alécio foi dispensado e deverá responder ao processo em liberdade.
Goionews: Todo mundo lê!