sexta-feira, 21 de junho de 2024
EVANGELHO DE DOMINGO

O PERDÃO É RESULTADO DA EXPERIÊNCIA CONCRETA DO AMOR DE DEUS EM NOSSA VIDA

17/09/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Pax Domini sit semper vobiscum.

Dentro do mês da Bíblia, neste domingo, somos questionados sobre o sentido profundo de libertação que ocorre em nossa vida a partir do perdão. O perdão tem três dimensões fundamentais: recebemos de Deus, perdoamos a nós mesmos e perdoamos os nossos irmãos. Quando acontece esta experiência de perdão sentimos em nosso coração uma tremenda alegria. Quando falamos que o amor deve superar o ódio dentro do cristianismo, estamos falando na concretização do perdão que se torna para nós cristãos fonte da verdadeira felicidade.

ORAÇÃO: Ó Deus, criador de todas as coisas, volvei para nós o vosso olhar e, para sentirmos em nós a ação do vosso amor, fazei que vos sirvamos de todo coração. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Amém

EVANGELHO (Mt 18, 21-35):
Naquele tempo, Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. Como o empregado não tivesse com o que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e os filhos e tudo que possuía, para que pagasse a dívida. O empregado, porém, caiu aos pés do patrão e, prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo, e eu te pagarei tudo. Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. Ao sair dali, aquele empregado encontrou um dos seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo, e eu te pagarei’. Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que pagasse o que devia. Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti? O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. É assim que o meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.”
Palavra da salvação.
Glória a vós, Senhor.

“Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete”.

O perdão sincero é um dos desafios mais fortes que enfrentamos em nossa caminhada cristã. O gesto de perdão está ligado intimamente ao nosso contato com a verdade e humildade. Quando somos verdadeiros temos a coragem de perdoar. Somos também desafiados a vivermos hoje a antiga “correção fraterna”, que parece que está esquecida hoje devido ao profundo relativismo que vivemos.
Esta parábola contada por Jesus tem um significado muito atual para nós. Todos foram perdoados da grande dívida do pecado original e não temos direito de cobrar nada de nossos irmãos, pois somos devedores de nossa própria vida.
O perdão está relacionado com a palavra perda. Ele exige a perda de algo que temos para a realização de nosso próximo. O mundo em que vivemos está sobre uma forte tensão de falta de entendimento entre as pessoas. Este é o grande desafio universal que enfrentamos hoje. A falta de comunicação entre as pessoas faz que elas não se perdoem mais. Isto vai nos levando a um forte vazio existencial que nos leva a sucumbir em nossos empreendimentos.
A experiência cristã é experiência de misericórdia e perdão. Quando recebemos o perdão de Deus, nos perdoamos e sabemos perdoar a nossos irmãos. Quando isto acontece a nossa vida é transformada. Não podemos amar e odiar ao mesmo tempo. Deus já nos deu seu perdão definitivo com a entrega de seu Filho para nos salvar. Nada pode se comparar a esta atitude de entrega e misericórdia.
Estamos numa sociedade de cobranças. Cada um deve produzir para si mesmo a fim de alcançar uma realização pessoal. A proposta cristã é uma proposta comunitária essencialmente. É na partilha que o homem se realiza. Enquanto nossos relacionamentos não forem melhorados estaremos sempre na superficialidade.
Todos somos endividados em relação à misericórdia de Deus. Somos limitados pela nossa própria administração do que Deus nos proporciona. Pedro imagina que sete vezes seria suficiente no sentido de um perdão perfeito, legal e não um perdão misericordioso que não se recorda mais da dívida. Deus é capaz de nos perdoar desta forma por nos amar de um jeito absoluto. Ele nos ama como somos e em conjunto dentro de nossas relações.
O que recebe perdão tem a responsabilidade de perdoar. Todos fomos perdoados, por esta razão não podemos querer exigir de nossos irmãos aquilo que recebemos de graça. Na realidade o perdão é um processo que faz parte da amorização que o Senhor quer que vivamos nesta vida.
Quando estamos imbuídos do Espírito Santo nosso amor se torna comunitário. Começamos a valorizar a existência dos outros que passam pelo mesmo processo que o nosso. Todo cristão é desafiado pela prática do perdão que só será possível na abertura e aceitação da realidade do amor de Deus presente em nós desde a nossa origem.

“Senhor Jesus ajudai-nos a entender o quanto temos que perdoar para sermos felizes.”

Rio Grande, 11 de setembro de 2023.

"Deus nos ama acima de nossas limitações".
A Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina é uma comunidade de vida localizada na cidade de Rio Grande RS. Tem como carisma o Cultivo da Presença de Deus e a Efusão do Espírito Santo vividos na Oração e na Vida Fraterna. Somos um grupo de cristãos católicos que procuramos ajudar como missionários nos locais mais desprovidos de evangelização. Também temos como ideal ajudar os mais necessitados especialmente as crianças, os dependentes químicos e os encarcerados com suas famílias.
VOCÊ TAMBÉM PODE FAZER PARTE DESTA OBRA!
1. Envie esta mensagem a todos os seus amigos...
2. Imprima esta mensagem para as pessoas que não tem acesso a Internet...
E NÃO SE ESQUEÇA:
1. Celebração Eucarística.
2. Sacramento da Reconciliação.
3. Adoração ao Santíssimo Sacramento.
4. Leitura Orante da Palavra de Deus.
5. Devoção a Virgem Santíssima.