quarta-feira, 22 de maio de 2024
CRÔNICA

Todas as religiões são iguais?

17/09/2023
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

Pr. Pedro R. Artigas
Igreja Metodista

Esta semana caminhando pela cidade ouvi em uma loja que passei duas pessoas conversando, quando uma delas disse em boa voz: “todas as religiões são iguais”. E completou, “eu não discuto futebol, politica e religião”, pois é pura perda de tempo.

E eu fiquei pensando, será que ele quis realmente dizer religiões? Porque as pessoas confundem religiões com denominações religiosas, dentro do cristianismo. É a mesma afirmação que disse nosso Ministro da Justiça Flávio Dino: “sou comunista com a Graça de Deus”. Só um problema em sua afirmação, porque comunismo e cristianismo são antagônicos. E a mesma afirmação vale para “todas as religiões são iguais”. Sem criar celeuma, ou fazer provocação, não há como afirmar a igualdade entre os diferentes.

Começando pela palavra do nobre ministro, o comunismo é ateu, em outras palavras não acredita em nenhum deus, a não ser o Estado. Da mesma maneira que as religiões são diferentes entre si, o Cristianismo é monoteísta, isso quer dizer que acreditamos em um só Deus, ou uma só divindade celestial, e essa regra vale para a religião Judaica e Islâmica, pois descendem do mesmo ramo primário.

Vamos explicar: dentro da árvore Cristã, a raiz é o judaísmo, ou a religião de Javeh, que quer dizer Deus em hebraico, e isso é claro na Bíblia como está escrito no livro do profeta Isaías capítulo 11, versículos 1 e 2: “Porque brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor”. Jessé é pai do rei Davi, que é antecessor de Jesus, segundo a genealogia escrita no primeiro capítulo do evangelho de Mateus.

E o Islamismo nasceu do filho de Abraão com Hagar, cujo nome é Ismael, conforme está no livro de Gênesis capítulo 16, versículo 15: “¹âµ E Agar deu à luz um filho a Abrão; e Abrão chamou o nome do seu filho que Agar tivera, Ismael”.
Após esse momento de história bíblica, vejamos agora outras religiões não cristãs, todas são politeístas, ou seja, acreditam em diversos deuses, tendo cada um uma função dentro da religião. Todas não têm menos de 10 deuses que orientam a vida de seus seguidores.

Agora se falarmos de denominações religiosas dentro da Religião de Cristo, aí sim teremos uma variedade de Igrejas, com diversificações. Podemos dizer que temos no lado Católico as igrejas: Católica Romana, Católica Brasileira, Católica Ortodoxa Russa, Greco-Católica Ucraniana, Veterocatólica, sem esquecer da Renovação Carismática e outras, mas essas são as mais exponenciais.

No lado Protestante ou Evangélico temos: as tradicionais, Batista, Metodista, Presbiteriana, Assembleia de Deus, O Brasil para Cristo, Adventista do Sétimo Dia, todas estas com suas diversas igrejas, mas mantendo o mesmo ensino. Temos também as chamadas Neopentecostais que as mais conhecidas são: Universal, Igreja Internacional da Graça de Deus, Igreja Mundial do Poder de Deus, Renascer em Cristo, Bola de Neve, Apostólica Fonte da Vida, Comunidade Cristã Vida e Paz, e muitas outras. Temos ainda a igreja de ação social que é a Exército de Salvação.

Então não discutir seria não conversar sobre o ensino adotado por essas denominações, por ensino quero dizer doutrina. Mas conversarmos a respeito, contarmos os feitos de Jesus em nossas vidas, nos maravilharmos com as Graças e Bênçãos recebidas é além de gratificante, excelente para nossa própria fé, pois nos estimula à pratica. Por isso não diga que religião não se discute, afinal não é política, é ter dentro do Cristianismo o mesmo Deus e Senhor, que nos abençoa e renova nosso viver todos os dias e deve ser adorado por aqueles que o confessam. Shalom.