quarta-feira, 22 de maio de 2024
REQUINTES DE CRUELDADE

Adolescente de 14 anos foi vítima de crime brutal em Maringá

16/08/2019
  • A+ Aumentar Fonte
  • A- Diminuir Fonte

                                  Familiares do adolescente Andrei Augusto Izidoro de 14 anos, desaparecido desde a tarde do último sábado, compareceram no IML de Maringá e reconheceram o corpo encontrado quarta –feira, 14, em uma área de vegetação queimada, como sendo do menor. Ocorpo tinha sinais de perfuração de faca e estava parcialmente queimado.

                                 O cadáver, que já se encontrava em avançado estado de decomposição, e parcialmente queimado, foi localizado nos fundos do Conjunto Mauá em Sarandi. Ao lado do corpo policiais militares e civis encontraram uma bicicleta além de um par de chinelos. A família reconheceu os pertences do adolescente.
                                 Segundo relatos de amigos e da própria família, o menino que residia na Rua Salvador Jordano, próximo a área central de Sarandi, saiu de casa para soltar pipa e desapareceu. Em um exame (necropsia) preliminar realizado no Instituto Médico Legal de Maringá, apontou que possivelmente o adolescente foi vítima de algum objeto cortante (arma branca). Foram encontradas diversas perfurações pelo corpo.
                                 Já o delegado responsável pelas investigações, Adriano Garcia, mantém a cautela e aguarda o laudo final do IML, inclusive o exame de DNA que irá identificar oficialmente a vítima. Porém, diante da afirmação da família, a autoridade policial e equipe de investigadores já iniciaram todo o trabalho investigativo, afim de esclarecer esse crime brutal.
                                 O crime gerou revolta e chocou quem conhecia o menino Andrei. O garoto foi morto com requintes de crueldade, e a polícia quer saber a motivação e autoria desse homicídio. (Maringá na Hora).